Empréstimo para comprar imóvel, por que não?

Realizar o sonho de conquistar um lar para chamar de seu é o principal objetivo da grande maioria dos brasileiros. No entanto, muitas vezes o alto custo dessa aquisição acaba dificultando esse projeto – por isso é comum recorrer a um empréstimo bancário. Essa opção, assim como o financiamento imobiliário, por exemplo, tem suas vantagens, desvantagens e, claro, situações em que é mais indicada. Se você está pensando em comprar seu apartamento com esse recurso, precisa conferir nossas dicas sobre empréstimo para comprar imóvel.

Quando vale a pena fazer um empréstimo para compra de imóvel?

Ao pensar em adquirir o tão sonhado apartamento próprio, geralmente são consideradas duas opções principais: solicitar um empréstimo para comprar o imóvel ou realizar um financiamento. E é nessa hora que dúvidas sobre as vantagens, desvantagens e diferenças entre essas duas operações de crédito aparecem.

Apesar do financiamento ser considerado um empréstimo pela maioria das pessoas, o empréstimo propriamente dito tem suas distinções. A principal delas é que você solicita o valor para uma instituição financeira (empresas ou um banco, que pode ser público ou privado) sem precisar informar qual será a finalidade e efetua o pagamento do débito em prestações – sobre as quais incidem juros, taxas etc. Já no caso do financiamento imobiliário, essa verba só é liberada mediante a comprovação de alguns requisitos, entre eles, a confirmação de que o dinheiro será utilizado para esse determinado fim.

Diferenças estabelecidas, ainda resta a questão: quando é vantajoso adquirir um empréstimo com o objetivo de comprar um imóvel?
A resposta mais curta seria: quando você precisa de crédito rápido, com aprovação mais fácil e tem saúde financeira para arcar com parcelas que, geralmente, oferecem juros bastante variáveis (dependo da sua renda, do banco ou instituição financeira, por exemplo). No entanto, é preciso muito mais planejamento do que isso.

Faça um levantamento dos seus rendimentos e gastos e, assim, defina seu orçamento mensal. Havendo a possibilidade de pagar as parcelas de um empréstimo – não se esqueça de analisar muito bem as taxas e juros -, então considere adquirir o valor para comprar seu imóvel dessa forma.

Como fazer empréstimo para comprar imóvel

Após ter certeza de que seu orçamento permite adquirir um imóvel dessa forma sem comprometer sua renda nem causar eventuais débitos e atrasos no pagamento das parcelas, é o momento de definir uma instituição financeira para realizar o processo e também a modalidade de empréstimo que mais combina com seu perfil.

De forma geral, o mais indicado é pesquisar vários bancos, pois assim suas chances de conseguir melhores condições de pagamento (juros mais baixos e maior prazo de pagamento, por exemplo) são maiores. Pesquise bastante e busque sempre uma instituição que ofereça condições vantajosas para você.

Após essa etapa, você precisará definir o tipo de empréstimo. De forma geral, os mais indicados para quem pretende comprar um imóvel são o empréstimo pessoal, o empréstimo consignado e o empréstimo com garantia de imóvel.

Empréstimo pessoal

– Essa é a forma de crédito mais comum. A maioria dos bancos conta com formulários de requisição online para quem quer fazer a solicitação. Neles você precisa inserir dados sobre sua renda e, se o crédito é aprovado, é necessário ir até a sua agência para assinar o contrato de empréstimo. Lembre-se de se atentar quanto aos prazos de pagamento, valor das parcelas, taxas de juros etc. Nessa modalidade de crédito, geralmente as parcelas são mais curtas (menos prazo para pagar) e os juros costumam ser mais elevados.

Empréstimo consignado

– A sua principal diferença em comparação com o empréstimo pessoal é que, nesse caso, o valor das parcelas não pode ultrapassar 30% do salário de quem solicitou a verba – o que pode ser uma vantagem ou desvantagem, dependendo do caso. Além disso, o pagamento é descontado mensalmente de forma automática da folha de pagamento do solicitante.

Empréstimo com garantia de imóvel

– É a chamada hipoteca: se você já possui um imóvel, pode apresentá-lo como garantia na hora de solicitar um empréstimo para adquirir outro. Aqui a principal vantagem é conseguir um valor de crédito maior, juros mais baixos e prazos para pagamento extensos. Porém, é necessário ter muita certeza de que esse empréstimo será pago em dia, pois eventuais atrasos ou dívidas podem acarretar na perda desse imóvel dado como garantia.

Tendo muito planejamento e pesquisando bastante sobre condições de pagamento e formas de empréstimo, você conseguirá a melhor forma de crédito para pagar com segurança e tranquilidade.

Essa publicação foi feita em parceria com a Tibério Construtora.

Fonte: Poupar e Viver

Published by Rubia Rocha

Rubia Rocha, publicitária, designer e apaixonada por artesanato, estava decidida a produzir o seu próprio casamento na intenção de encontrar alternativas criativas para subir ao altar. Para se organizar melhor, começou a arquivar as melhores inspirações e ideias no Blog do casamento, que hoje é referência no assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close Bitnami banner
Bitnami