Ter lugares marcados na festa de casamento é uma boa ideia

Estipular os lugares marcados numa festa de casamento tem se tornado cada vez mais comum, principalmente em eventos mais formais. Mas será que ter lugares marcados na festa de casamento é uma boa ideia?

Segundo a cerimonialista Shalimar Catramby, que atua na Casuarinas Casa de Festas, ter lugares marcados numa festa de casamento oferece vantagens e desvantagens. “Recomendo que os noivos pensem no tipo de evento que estão realizando. Os lugares marcados criam um clima formal, que nem sempre é o que o casal procura”.

Vantagens

A cerimonialista explica que demarcar os lugares ajuda a deixar o evento mais organizado.

“Em festas de casamento em que os noivos optam por servir uma refeição completa com opções, ter lugares marcados é ótimo, pois diminui a possibilidade de erro dos garçons. Além disso, com a marcação dos lugares, todos tem um local garantido para se sentar, mesmo que se levantem e só voltem horas depois”, lembra Shalimar.

Outra vantagem dos lugares marcados é que, ao saber dessa informação com antecedência, o convidado fica mais tranquilo ao fim da cerimônia e sai dela sem pressa. “Lugares marcados também são ótimos para evitar penetras, pois ficar em pé num evento como este resulta num enorme constrangimento para a pessoa”.

Shalimar explica que, para que o sistema de lugares marcados funcione bem, pode-se colocar recepcionistas na cerimônia e na entrada da festa lembrando aos convidados que devem procurar por seus lugares. “Se possível, ter algumas recepcionistas acompanhando os convidados também ajuda a organizar melhor a chegada deles ao lugar correto”.

Outra opção é não colocar o nome de cada convidado no lugar, mas colocar o nome da família na mesa ou mesmo dividir o espaço por áreas para que as pessoas se sentem conforme suas afinidades. “Isso também ajuda a diminuir as formalidades e dá um ar mais personalizado ao evento”, completa a cerimonialista.

Desvantagens

Esse processo pode dar um pouco de trabalho. “Distribuir os convidados entre as mesas pode ser um pouco complicado, pois há pessoas que fazem questão de ficar juntas, outras que preferem ficar separadas e também aquelas que não vão gostar de sentar junto a desconhecidos

Foto: Lucas Costa.

Published by Rubia Rocha

Rubia Rocha, publicitária, designer e apaixonada por artesanato, estava decidida a produzir o seu próprio casamento na intenção de encontrar alternativas criativas para subir ao altar. Para se organizar melhor, começou a arquivar as melhores inspirações e ideias no Blog do casamento, que hoje é referência no assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close Bitnami banner
Bitnami