Alopecia: saiba o que é a condição que afeta Jada Smith e como contê-la


Bastante comentada depois do episódio histórico na cerimônia do Oscar, a alopecia, condição de Jada Pinkett Smith, é um dos problemas mais relacionados à perda de cabelo ou pelo entre homens e mulheres. Pode ser causada por influências genéticas, processos inflamatórios locais ou doenças sistêmicas; e pode ser intensificada por fatores emocionais, como o estresse.

Existem dois tipos: a androgenética e a areata. A primeira, muito comum em homens, é quando as entradas vão ficando mais sobressalente e a coroa mais rala, muitas vezes hereditária, que deve ser diagnosticada e tratada o quanto antes, pois o processo de miniaturização dos fios pode ser postergado, e assim, manter por mais tempo a densidade dos mesmos. A areata é a condição que o sistema imunológico reconhece o folículo piloso e ataca ele, levando à perda e cabelo em regiões específicas e de forma mais difusa.

Contudo a queda capilar não se restringe à alopecia. A situação pode ocorrer por motivos como o uso exagerado de processos químicos no cabelo, dietas, estresse, ansiedade, maus hábitos, consumo de determinados medicamentos e doenças que afetam outras áreas do corpo, como o hipotireoidismo. A queda pode ser temporária também, o que chamamos de Eflúvio Telógeno, que é a queda que acontece após algum episódio específico, e quando sanado o problema, volta a normalidade.

De acordo com Cris Dios, tricologista à frente do hair spa Laces and Hair, muitos fatores podem estar relacionados a queda. Para o padrão masculino de queda, normalmente está relacionada ao fator genético e tem muita interação com o hormônio testosterona que incide no bulbo capilar transformando a enzima 5alpha redutase em DHT e faz o processo de miniaturização do folículo até o seu desaparecimento.

Quando há fatores genéticos envolvidos, não existem formas de prevenir a alopecia. No entanto, ao notar queda capilar elevada, procure um especialista, pois ele poderá recomendar tratamentos para conter o avanço do problema. É importante também evitar tratamentos em salões que usam produtos químicos prejudiciais. Afinal, uma vez que os folículos são atingidos, o cabelo deixa de crescer.

“Uma das premissas é cuidar da saúde do couro cabeludo, equilibrando oleosidade excessiva, processos inflamatórios, descamações, afinamento de fios, quebras e queda de cabelos. Para isso, precisamos olhar de forma individualizada a necessidade específica. No Laces, usamos o que tem na natureza para o cuidado destes problemas. Mixamos um momento de autocuidado, equilíbrio de bem-estar e ingredientes naturais que re-energizam e trazem muitos benefícios a este momento de queda capilar.’ Divide a especialista.

Confira algumas dicas de Cris Dios para sanar essas questões:

  • Escolher produtos adequados, se possível com ingredientes naturais.
  • Optar por processos químicos suaves, e espessar 15 dias entre um processo e outro.
  • Fazer protocolos constantes de cuidados diários, semanais e quinzenais.
  • Praticar o lavar saudável (diluição do shampoo e condicionador em potinho com duas proporções de água para uma de shampoo)
  • Realizar o escovar saudável (temperaturas amenas, distância entre o fio e o secador)
  • Respeitar as necessidades dos seu cabelo (frequência de lavagens, temperatura de secador, utilização de chapas térmicas, forma e cuidado no momento de desembaraçar os fios).

Publicado por Rubia Rocha

Rubia Rocha, publicitária, designer e apaixonada por artesanato, estava decidida a produzir o seu próprio casamento na intenção de encontrar alternativas criativas para subir ao altar. Para se organizar melhor, começou a arquivar as melhores inspirações e ideias no Blog do casamento, que hoje é referência no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close Bitnami banner
Bitnami